(21) 3129-1029      athenaginecologia@gmail.com    |   

O que é o ressecamento vaginal?

Conceito e Sintomas

Dor, prurido ou ardência na hora do sexo e até sangramento e infecções urinárias são sinais de alerta para o ressecamento vaginal. A ausência de lubrificação na vagina é mais comum do que se imagina, embora ainda seja de pouco conhecimento geral. Além do incômodo físico, a secura vaginal também traz sintomas emocionais, prejudicando a qualidade de vida, a sexualidade e a autoestima da mulher.

Causas e Consequências

O ressecamento vaginal pode surgir em diferentes etapas da vida (especialmente durante e depois da menopausa) e ter diferentes causas, ainda que elas se relacionem entre si, veja:

Queda hormonal

Uma das causas orgânicas mais comuns do ressecamento é a diminuição do estrogênio, decorrente do avanço da idade - justamente quando a mulher entra na menopausa. O estrogênio é um hormônio feminino que, entre outras funções, ajuda a manter as células da mucosa vaginal ativas. Porém, quando as células atrofiam, acabam não trabalhando adequadamente e a perda de lubrificação e da elasticidade, assim como a diminuição da libido estão entre as principais consequências.

Amamentação

Durante o período de amamentação também ocorrem alterações hormonais que causam impacto na lubrificação da vagina. O aumento nos níveis de prolactina - hormônio proteico responsável pela estimulação da mama na produção de leite durante a gravidez - é um desses casos.

Medicação

Alguns tratamentos hormonais para endometriose ou tratamentos quimio e radioterápicos para câncer de mama, por exemplo, também influenciam na produção de estrogênio, tornando a paciente mais propensa ao ressecamento vaginal.

Tratamentos

O tratamento depende da causa, portanto, cada caso é um caso e tratamento de laser intravaginal, que estimula a produção de colágeno, restaurando a elasticidade, a espessura e a lubrificação da região íntima podem ser indicados.

Diante de qualquer destes sintomas, consulte o ginecologista!

Fonte: Medical Site

01 de Outubro de 2020

Marina Peres Monteiro de Souza Barroso - Doctoralia.com.br