(21) 3129-1029      athenaginecologia@gmail.com    |   

18 de outubro - Dia do Médico, os Guardiões da Saúde

A História

Lucas nasceu no dia 18 de outubro e viria a escrever o Novo Testamento enquanto se dedicaria a tratar e curar pessoas em suas peregrinações. Mais tarde, canonizado pela Igreja Católica, virou São Lucas, Padroeiro da Medicina. Por isso a data de seu nascimento é até hoje celebrada como o Dia do Médico, este profissional tão importante para a nossa sociedade. 

As primeiras áreas da Medicina foram da psiquiatria, pediatria e cardiologia. Somente no século XX estudos sobre genética, microbiologia, bioquímica e outras áreas tiveram êxito. Nesse contexto, novas técnicas de avaliação e diagnóstico foram desenvolvidas, possibilitando o tratamento e a cura de diversas doenças antes insolúveis. 

O Médico

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ser saudável vai muito além de apenas estar livre de doenças, trata-se de uma condição que mantém um equilíbrio entre os estados físico, mental, psicológico e social, na qual o indivíduo tem mais qualidade de vida. Os médicos são os profissionais preparados para garantir uma boa parte desses itens à população.

Entre seus principais conhecimentos estão a anatomia e o funcionamento do corpo humano; as características, o diagnóstico, os tratamentos e a cura para as enfermidades, além da ação dos medicamentos no corpo. Por isso a automedicação é sempre contraindicada.

O médico está apto a avaliar e acompanhar o paciente, mas também a lidar com riscos e complicações possíveis - o que exige grande senso de responsabilidade e comprometimento. 

O Ginecologista

Os médicos ginecologistas estão presentes desde o nascimento e em todas as fases da saúde feminina. São profissionais essenciais nesses processos, sempre atentos às mudanças e cuidados com o sistema reprodutor feminino e à saúde da mulher como um todo.

Na obstetrícia, esse especialista se dedica à assistir sua paciente durante a gestação. Acompanha o pré-natal, o parto e o pós-parto, garantindo a segurança e saúde de mãe e filho.

A relação com o/a ginecologista deve ser pautada por muita liberdade e confiança. Recomenda-se que a paciente busque um profissional bem preparado para expor suas dúvidas e desconfortos. Por vergonha ou descuido, muitas negligenciam a consulta com este médico tão importante, embora seja fundamental para a prevenção precoce e tratamento de diversas doenças ginecológicas. Fique atenta! 

Fonte: Medical Site

18 de Outubro de 2019

Marina Peres Monteiro de Souza Barroso - Doctoralia.com.br